Albufeira Conheça um pouco da sua História, Cultura, Monumentos, …

Com aproximadamente 140 km² e mais de 40.000 habitantes, Albufeira é cidade e concelho, localizada no litoral sul de Portugal e fazendo parte do distrito de Faro e da região do Algarve.
Convidamo-lo a conhecer um pouco da sua história, dos seus monumentos, das suas freguesias, do seu povo e dos seus costumes.

Um pouco de história…

  • Arqueologia
  • Ponte Romana
  • Castelo de Paderne
  • Mouros
  • Charrua
  • Reconquista
  • D. Afonso III
  • Foral de Albufeira
  • Mapa Reino do Algarve
  • Terramoto 1755
  • Albufeira 1813
  • Brazão Vila
  • Beato Vicente
  • Pescadores
  • Turismo
  • Brazão Cidade

O lugar que conhecemos hoje como Albufeira, não é apenas a capital do turismo em Portugal, é também um local carregado de história com indícios de presença humana que remontam já ao período neolítico e à idade do bronze.

albufeira

O contacto com os Fenícios, os Gregos e os Cartaginenses, ensinaram aos habitantes o alfabeto, a utilização da moeda e a conservação dos alimentos através do sal. Ocupada numa primeira fase pela civilização Romana, o seu nome inicial era Baltum. Este povo introduziu o conceito de organização administrativa e desenvolveu uma intensa atividade agrícola, mineira e comercial. Construiu ainda aquedutos, estradas e pontes, dos quais ainda existem alguns vestígios.

 

As trocas comerciais marítimas com o norte de África levaram a uma ocupação gradual dos povos Mouros em toda a região. O nome de Albufeira provém do árabe Al-Buhera, que significa "pequeno lago/lagoa", nome que poderá estar ligado ao facto da existência de uma fortificação no alto do rochedo que dominava a lagoa existente na parte baixa da vila. Foram ainda os árabes que desenvolveram notavelmente a agricultura, verificando-se a introdução de novas culturas, instrumentos e técnicas, tais como charruas, noras para elevação de águas e utilizaram, pela primeira vez o adubo.

albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira

Foi a partir do final do séc. XII que se iniciou a conquista cristã da região. Após décadas de conflitos e um cerco final apertado, a tomada da vila aos mouros deu-se definitivamente em 1249 com os Cavaleiros da Ordem de Santiago no reinado de D. Afonso III, e doada à Ordem Militar de Aviz, tornando-a assim parte do reino de Portugal e dos Algarves. A 20 de Agosto de 1504 (data em que se comemora o feriado municipal) D. Manuel I concedeu o Foral à Vila de Albufeira, sendo regida pelas leis do resto do país.

Albufeira foi das cidades a sul mais fustigada pelas catástrofes naturais. O terramoto de 1755 foi, no entanto, a catástrofe que mais estragos causou culminando com o maremoto que levou o mar a invadir a vila, destruindo quase todos os edifícios e deixando apenas umas poucas edificações intactas. A reconstrução foi lenta e foram necessárias décadas até Albufeira começar a recuperar de tamanha tragédia.

albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira

A partir de meados do séc. XIX a atividade piscatória promoveu um grande impulso económico. A exportação de peixe e frutos secos foram os principais meios de lucro da região. A partir da década de 60, já no séc. XX, o turismo começou a florescer e deu novo fôlego à economia local. Com o seu crescimento tornou-se cidade em 1986.

Até aos dias de hoje, Albufeira tem estado em franco desenvolvimento graças a uma atividade turística em expansão que a transformou num dos destinos turísticos preferidos da Europa. A necessidade de satisfazer a crescente procura turística obrigou Albufeira a sair do seu centro histórico e estender-se em direção as suas zonas rurais proporcionando alojamento de qualidade e infraestruturas de luxo. Este alargamento criou novos pólos de atracão tais como o Montechoro, as Areias de São João e a famosa Oura. A recente construção da Marina de Albufeira ajudou a ligação da cidade à sua zona Oeste que se estende até a Galé e aos Salgado.

albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira

O concelho de Albufeira acolhe hoje uma grande parte dos 5 milhões de turistas que visitam o Algarve todos os anos. O frenesim turístico do Verão prolonga-se o resto do ano e deixa lugar a visitantes de todas as idades oriundos de todo o mundo.

O seu extraordinário clima com mais de 3000 horas de sol por ano (ver página do tempo) e o encanto natural do seu povo, continuam a incentivar muitos estrangeiros a mudar a sua residência temporária ou permanente para esta região. A vida noturna sempre muito animada, as suas belíssimas praias, os desportos aquáticos variados, os seus campos de golfe, as suas magníficas paisagens e a sua deliciosa gastronomia constituem as principiais razões pelas quais cada vez mais se encontram pessoas a escolher Albufeira como o seu destino predileto.

topo da página 

Monumentos e Pontos de Referência em Albufeira

Mapa dos Monumentos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

A cidade de Albufeira mantém um património histórico e cultural que representa o espírito e força de um povo que acredita no poder da Fé como valor essencial. Em representação disso, podemos encontrar vestígios físicos de tal modo de vida. Abaixo salientamos alguns dos pontos de interesse a não perder

Torre do Relógio
1Torre do Relógio

Verdadeiro ex-líbris da cidade, é parte de um edifício utilizado como prisão até o séc. XIX e transformado mais tarde em Centro de Saúde, em atividade até ao fim do séc. XX. Com uma coroa de ferro que sustenta o sino das horas, é o ponto mais alto na paisagem da vila.ver visita panorâmica 360º

Torre Sineira
2Torre Sineira

Construída em 1869, constitui parte da Igreja Matriz, com um carrilhão de oito sinos. Uma escadaria de 70 degraus leva ao topo da torre com 28 metros de altura.ver visita panorâmica 360º

 

Igreja Matriz
3Igreja Matriz

Erigida no séc. XVIII de estilo Neoclássico veio substituir a anterior que ruiu com o terramoto de 1755. Sobre o arco da porta principal existe a Cruz de Aviz, símbolo da Ordem Religiosa/Militar a que pertenceu Albufeira. É aqui, que encontramos, entre outras, uma imagem do séc. XVIII de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Albufeira.ver visita panorâmica 360º

topo da página 

Capela da Misericórdia
4Capela da Misericórdia

Antiga mesquita Árabe transformada em capela no ano de 1499 durante o reinado da Rainha D. Leonor, fundadora da Santa Casa da Misericórdia. Algumas figuras santas estão albergadas nesta capela com alguns traços góticos.ver visita panorâmica 360º

 

Igreja de Sant'Ana
5Igreja de Sant'Ana

Este templo foi construído no século XVIII. A Capela-mor apresenta um retábulo em madeira, possivelmente da autoria dos mestres Francisco Xavier Guedelha e João Baptista. A sua fachada revela traços da sua origem árabe.ver visita panorâmica 360º

topo da página 

Igreja de São Sebastião
6Igreja de São Sebastião

Construída em meados do século XVIII, do seu exterior salienta-se uma cúpula e dois portais em estilo Manuelino e Barroco. De realçar o valor artístico dos azulejos e imagens do séc. XVI e XVII, que podemos apreciar no seu interior. Em 1958 a antiga Sacristia foi transformada em Museu de Arte Sacra. Artefactos, painéis de azulejos e imagens sagradas dos séc. XVI e XVII enaltecem o seu interior.ver visita panorâmica 360º

Capela da Nª Srª da Orada
Capela da N.ª Srª da Orada

Remonta ao Séc. XVI a primeira capela, sendo que a atual foi erguida na 2ª metade do Séc. XVIII. Todos os anos, nos dias 13, 14 e 15 de Agosto realiza-se a Festa da Senhora da Orada, com a Procissão e o Cortejo pelo Mar, durante o qual é feita a Bênção do Mar. Esta ermida encontra-se junto à Marina de Albufeira.

topo da página 

Porta de Santana
7Porta de Santana

Uma das portas do castelo daria acesso à capela com o mesmo nome. Antigos Paços do Concelho – com presumível origem na Época Medieval, foi parcialmente destruído no terramoto de 1755 mas mantém o brasão de armas dos Azevedos, Alcaides-mor do Castelo de Albufeira.ver visita panorâmica 360º

Estatua do Beato Vicente
8Estátua do Beato Vicente de Albufeira

Monumento em memória de Frei Vicente de St.º António. S. Vicente nasceu no ano de 1590, natural da Vila de Albufeira. Letrado e inteligente, saiu de Albufeira, tendo prosseguido os estudos na Capital.
Dedicou-se à Igreja após falecimento dos pais. A sua fé levou-o a peregrinar pelo Oriente, Japão mais precisamente. Sofreu nas mãos de inimigos da Cristandade. Faleceu a 3 de Setembro de 1632 erguendo um crucifixo e bradando “Viva a Fé de Jesus Cristo“. É na data do seu martírio que se Celebra a Festa de São Vicente de Albufeira.ver visita panorâmica 360º

topo da página 

Antiga Muralha
9Ruina da Antiga Muralha

Da antiga muralha apenas sobra um pequeno resquício na Rua Joaquim Pedro Samora, onde talvez se encontrasse uma das torres do castelo. Ficaria aqui a “Porta norte” ou “Porta da Praia”.ver visita panorâmica 360º

 

Bateria de Albufeira
10Antiga «Bateria» de Albufeira

Foi construída por volta do século XVI numa zona onde a falésia mede 41 metros de altura. O seu desmoronamento parcial veio pôr a descoberto este compartimento subterrâneo que servia para armazenamento de munições.ver visita panorâmica 360º

topo da página 

Arca da Travessa da Igreja Velha
11Arca da Travessa da Igreja Velha

De arquitetura árabe, o arco revela a existência nesta rua de uma antiga mesquita árabe, mais tarde transformada em Igreja Cristã e destruída durante o terramoto de 1755.ver visita panorâmica 360º

Museu de Arqueologia
12Museu Municipal de Arqueologia

O Museu abriu as suas portas em 1999, ocupando o antigo edifício da Câmara Municipal. Em exposição permanente encontram-se peças relacionadas diretamente com a história da cidade desde os tempos pré-históricos, passando pelos períodos Romanos e Islâmicos, até à idade moderna.


topo da página 

As Freguesias do Concelho de Albufeira

parishes

Ferreiras
Para além da freguesia de Albufeira, o Concelho é constituída por mais quatro freguesias:



albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira
Ferreiras
Ferreiras

Ferreiras é uma povoação a 5 km a Norte de Albufeira, a qual foi palco da ocupação romana. Conhecida nos seus primórdios como "Lagoas", devido à existência destas nascentes que se formavam na época das chuvas. O nome pelo qual é conhecida hoje em dia está provavelmente ligado ao apelido Ferreiras, que pertencia a uma família importante que viveu nesta localidade em meados do Séc. XIX. O moinho de Almeijoafras é um exemplo dos moinhos de vento existentes nesta zona, podemos também encontrar algumas noras, lagares e eiras.

topo da página 

albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira
Guia
Guia

A freguesia da Guia fica a 6 km a Oeste de Albufeira e remonta também ao tempo dos romanos. Antigamente conhecida como Alfontes, que significa “para lá das fontes”, as suas origens são de difícil determinação. No entanto, a tradição popular refere que o sítio onde está erguida a Ermida da Nossa Senhora da Guia foi o local onde a Virgem apareceu à população. Assim sendo, e devido a este facto, presume-se que o seu nome tenha uma origem religiosa. Os seus principais monumentos são a Igreja Matriz e as ermidas de Nossa Senhora da Guia e de São Luís, onde podemos admirar azulejos e imagens do séc. XVII e início do séc. XVIII, característicos da época Barroca.

Em Setembro celebram-se as Festas em Honra de Nossa Senhora da Guia e S. Luís.
Hoje é famosa em todo o país devido ao “Franguinho à Guia” e é aqui que todos os anos em Agosto se celebra a grande Festa do Frango no Churrasco.

A grandiosa zona costeira desta localidade levou à construção de numerosos alojamentos turísticos e é junto ao limite do concelho com o de Silves que se encontra um esplêndido campo de golfe da área dos “Salgados”.

topo da página 

albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira
Olhos de Água
Olhos de Água

Olhos d'Água é outra das quatro freguesias de que aqui damos conta. Localizada a 6 km a Leste de Albufeira, caracteriza-se por ser uma pequena povoação piscatória, de grande importância histórica a partir do séc. XVIII no que respeita à vigia e defesa da cidade de Albufeira.

O seu nome provém das nascentes de água doce que emergem do mar e dos seus areais. A partir da década de 70/80, devido ao “boom” turístico, a freguesia dos Olhos d'Água sofreu alterações na estrutura do que consistia a sua atividade económica, constituindo hoje uma das principais zonas turísticas do concelho de Albufeira.

Os seus principais atrativos são a Torre da Medronheira e os Olheiros (nascentes de água doce). No Pinhal do concelho e Açoteias encontram-se vários empreendimentos hoteleiros de renome e um belíssimo campo de golfe.

topo da página 

albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira albufeira
Paderne
Paderne

Localizada no barrocal algarvio, Paderne fica a uma distância de 12 km de Albufeira. Sita num cerro, de nome “Paderna”, esta freguesia foi conquistada em 1189 por D. Sancho I. No entanto, o cariz cristão vigorou pouco tempo, porque poucos anos mais tarde, em 1191, um célebre califa almóada a reconquistou para o poder árabe. Foi só em 1248 que Paderne voltou de novo a ser cristão.
É em Outubro que se celebra a Festa da Nossa Senhora da Esperança, Padroeira de Paderne. Atualmente, Paderne é sede de freguesia e a sua principal atividade é a agricultura.

Os seus principais monumentos são o Castelo de Paderne, rodeado pela ribeira de Quarteira, a Igreja Matriz, as Ermidas de Nossa Senhora do Pé da Cruz e de Nossa Senhora da Assunção um testemunho da época Barroca, a Azenha, a Ponte do Castelo e para quem aprecia a natureza, poderá sempre fazer um belo passeio pedestre, observando diferentes aves e vegetação junto á ribeira de Quarteira e refrescar-se depois na Fonte de Paderne.

topo da página 

Identidade Cultural de Albufeira

Artesanato
O Artesanato Local

As artes manuais têm sobrevivido ao longo dos tempos e hoje são um importante símbolo de representação de Albufeira e do Algarve em geral. Em inúmeras lojas, quiosques e mercados é possível encontrar objetos de artesanato típicos, desde azulejos trabalhados a tradicionais chaminés e casas algarvias em miniatura, passando por capachos em carpas de milho, cobre trabalhado, bonecas de trapo e tapetes de esparto.

Um pedaço de Albufeira poderá estar sempre presente para avivar a memória de quem nos visitou. Gastronomia

Gastronomia - A arte e a ciência de bem comer

O prazer de comer nesta região é marcado em primeiro plano pela atividade piscatória.
Nos tradicionais pratos algarvios constam variedades de peixe e marisco, como a famosa Cataplana à Algarvia e a saborosa sardinha assada. O atum, o pargo, o tamboril, os carapaus alimados, as lulas e demais acepipes são convencionados primorosamente em excelentes caldeiradas, guisados, grelhados ou cozidos. Não há quem resista a um delicioso rodízio de peixe fresco a saltar da grelha ou ao encanto de um belo arroz de marisco.

As carnes, embora em menor quantidade, também estão incluídas na tradição gastronómica e é costume virem acompanhadas de marisco, uma combinação muito agradável.

As sobremesas completam o menu, predominando as doçarias à base de frutos secos como bolos e outras iguarias de amêndoa, figo e alfarroba, o gelado de alfarroba, os D. Rodrigo não esquecendo a boa laranja e os doces de ovos.
É de salientar o licor de amêndoa e de alfarroba e a famosa aguardente de medronho.

O ambiente acolhedor dos restaurantes de Albufeira convidam a provar qualquer destes manjares. Todos os anos, em Albufeira é organizado o Festival de Gastronomia, que conta com a participação de diversos restaurantes de renome.

Mercados
Mercados e Feiras

Talvez uma das tradições mais remotas onde a religião e o comércio se entrelaçam e motivam um ambiente festivo e popular que atrai pessoas de todas as idades e classes.

Feiras

O Mercado Municipal encontra-se recheado de produtos alimentares como peixe, vegetais, frutos secos e doçaria regional. Para os turistas e locais que prezam uma boa refeição caseira não há melhor fonte de alimentos frescos e saudáveis.

As Feiras e Mercados mensais são uma atracão de renome. De cariz religioso, são sem dúvida coloridas pela variedade de produtos típicos e de utilidade geral, onde os feirantes vendem desde artesanato a brinquedos, misturados com roupa e ferramentas. Os carismáticos vendedores apreciam o cliente que regateia preços e o negócio é proveitoso para ambas as partes.

topo da página 

Atividades de Lazer e Vida Noturna

Para além do tempo de descontração nas maravilhosas praias ao longo da sua costa, Albufeira disponibiliza aos seus visitantes uma grande diversidade em termos de ofertas de divertimento, desporto e lazer.

Desporto
Desporto

A Câmara Municipal de Albufeira tem construído um número considerável de infraestruturas que promovem a atividade desportiva entre os jovens e os seniores. Para além de vários campos de futebol, existe também uma pista de atletismo no Estádio Municipal; a famosa pista de corta mato das Açoteias (onde decorre anualmente o Cross Internacional das Amendoeiras), as Piscinas Municipais, o recente Pavilhão Municipal, o Parque de Skate e outros pavilhões e instalações onde decorrem uma grande variedade de desportos em todo o Concelho.

Golfe
Campos de Golfe

Graças à sua localização central, Albufeira é uma ótima opção para os jogadores que procuram os melhores campos de Golfe do Algarve. Existem 3 campos de Golfe em Albufeira (Salgados Golf; PineCliffs Sheraton; Balaia Golf Village) e uma Academia de Golfe, mas existem muitos outros campos de fácil acesso, como em Vilamoura por exemplo.

Lazer
Natureza & Atividades de Lazer

Passeios pedestres, Observação de Aves, Parques Aquáticos, O Parque de Divertimento Marinho (Zoomarine), Passeios de Jipes, Desportos Aquáticos, Pesca Desportiva, Snorkeling e Mergulho, Paintball, Moto Quatro, Spas ou ir apenas às compras, são apenas alguns dos muitos exemplos de como poderá apreciar a sua estadia em Albufeira.

 

Espetáculos
Divertimentos e Espetáculos

Albufeira tornou-se famosa pela sua aposta em grandes espetáculos ao convidar celebridades para atuações ao vivo para grandes audiências. A passagem de ano reúne milhares nos seus concertos na Praia dos Pescadores. O magnífico fogo-de-artifício é presença constante em diversos acontecimentos ao longo do ano.

Durante os meses de Verão, o centro da cidade é palco para diversos artistas que divertem os turistas e as crianças. Os variados programas musicais, danças, cantores e grupos de folclore de diferentes regiões e países, organizados pelo Município, são geralmente de acesso gratuito para o público.

Vida noturna
Vida Noturna

Albufeira é naturalmente conhecida internacionalmente pela sua famosa vida noturna. Os dois lugares onde a festa atinge o ponto alto são a “Rua dos Bares” no centro da cidade e a “Rua da Oura”, nas Areias de S. João, na zona Este da cidade. Uma enorme escolha de bares e clubes tocam os últimos êxitos musicais dando as boas vindas aos grupos de jovens ao longo da noite.

É certo que todas as visitas se tornarão um momento de grande prazer e contentamento graças a variadíssima oferta disponível em Albufeira.

topo da página 

CM AlbufeiraPara mais informação sobre Albufeira, visite o Website oficial da Câmara Municipal